BLOG

terça, 16 abril 2019 - Nutricionista em Londres - Dica da Nutri: o que comer em Londres?

Hoje vou falar sobre a alimentação familiar e disponibilidade de alimentos nos Mercados aqui em Londres. Assunto importante para as famílias que pretendem vir morar aqui, ou até mesmo vem a passeio e querem saber um pouco mais sobre o que oferecer pros seus filhos. Como é impossível falar da alimentação infantil sem falar da alimentação dos adultos, vou fazer um resumo do que observo por aqui nesses 5 anos de expatriada.

O que servem os restaurantes

Ao contrário do que muitos dizem Londres não é só “Fish & Chips”, existem hábitos muito antigos e que muitas pessoas que moram aqui desconhecem.

A alimentação do inglês nativo é bem característica e muitos ingleses mantém as tradições de consumir certos tipos de preparações como:  batatas (refogadas, fritas ou em purê), vegetais cozidos ou refogados, carnes assadas (peru, frango, porco, carne de gado e ovelha), Gravy (molho feito com caldo de carne) e o tradicional Yorkshire Puding que é uma espécie de pão modelado de forma cônica, que eles geralmente comem com Gravy.

Se você for a um restaurante mais típico no domingo você tem grandes chances de encontrar esses alimentos.  

Nota-se uma ausência de Verduras cruas e saladas, o que eles chamam de salada aqui é bem diferente do que chamamos no Brasil, normalmente aqui vem acompanhada de molhos, chips, croutons. A comida é toda muito cozida o que abranda a fibra e as vitaminas. Os restaurantes costumam servir a salada a lá carte como prato isolado ou como acompanhamento opcional, o acompanhamento mais comum aqui e a batata frita!

Qualidade X preços no mercado

Os mercados aqui em Londres têm uma variedade muito grande de produtos, os legumes e verduras são de extrema qualidade, assim como as frutas. A maioria dos folhosos já vem empacotados e pré selecionados, dando a impressão de que já são inclusive higienizados. O que mais me chamou a atenção aqui é a qualidade dos alimentos frescos, a indústria aqui investe pesado na seleção dos alimentos e embalagens (MUITA EMBALAGEM E SEM NECESSIDADE). Poucos alimentos aqui ficam expostos para o cliente escolher, a maioria já vem embalada para consumo. Eu particularmente NUNCA sequer vi uma fruta ou legume estragado nas prateleiras, nem nos mercados mais simples.

Já li algumas matérias em jornais e revistas falando do desperdício de alimentos, tanto aqui, quanto no Brasil. No Brasil temos alimentos em imensas quantidades nos mercados, muitas vezes esses alimentos são descartados pois são considerados impróprios para consumo. Aqui notei que as ofertas “compre 2 e pague 1” também estimulam muito essa cultura consumista que desencadeia desperdício. Você paga muito mais barato, mas precisa avaliar se vai conseguir consumir aquele alimento dentro do prazo de validade. Nesse caso o desperdício se dá por conta do “olho que é maior que a barriga”.

O mais interessante e legal é que os alimentos orgânicos tem um preço ótimo, as vezes apenas alguns centavos mais caros do que os alimentos normais.

Influência indiana, chinesa e de outras nacionalidades faz com que os produtos do mercado sejam muitas vezes baseados nos costumes desses países. Alimentos condimentados e com curry são incontáveis aqui, fruto da variedade de culturas e comunidades de diversas partes do mundo.

Também encontramos muitos alimentos industrializados, processados e congelados. Tudo muito prático porem devemos sempre lembrar que qualquer alimento industrializado passa por procedimentos onde são adicionados conservantes, corantes, ou outras substancias para manter aquele alimento próprio para consumo. O alimento industrializado pode muitas vezes não ter conservantes, mas pode em contraponto ter excesso de sal ou açúcar.

Vejo muitas papas industrializadas aqui para bebês, muitas que tem no rotulo “produto orgânico”, dando a impressão que são próprias para consumo diário. Não é proibido dar uma papinha pronta em um momento de exceção, porém é imprescindível priorizar o consumo de alimentos frescos e caseiros para a criança. Não se esqueça que é nesse momento onde são formados os hábitos!

Fast Foods

Estamos falando de Londres! Aqui temos grandes redes de fast foods espalhadas por todos os lados! KFC, MC Donald’s, Burguer King, Subway. Olha dá pra fazer uma lista imensa aqui. E o pesadelo de toda nutricionista: é tudo muito barato. Isso faz com que as pessoas optem com mais frequência em comer o fast food. Evidente que essa oferta variada de fast foods influenciou e continua influenciando na saúde da população que mora aqui. Os índices de obesidade crescem, progressivamente e o governo ainda não se deu conta do problema complexo que tem nas mãos.

É necessária uma mudança não apenas na Inglaterra, mas a nível mundial em educação em saúde, inserindo e utilizando profissionais da nutrição para tentar resolver essa problemática.

 Londres é linda, venha conhecer e caso tenha um tempo venha me visitar na clínica aqui em Harley Street para uma consulta.

Aqui no consultório em Harley Street disponibilizamos ao paciente exames, tecnologia de ponta em avaliação nutricional e profissionais do mais alto standard em parceria para ajudar você a lidar com seu peso e saúde!

Agende sua consulta:
[email protected]
+44 (0)7756988135 (WhatsApp)

Instagram: @nutricionistaemlondres

CONSULTAS ONLINE DISPONIVEIS PARA O MUNDO INTEIRO


23 Harley Street, Marylebone
London
W1G9QN

 

 



Por: Carolina Capellari Simon


 
 
 

© 2019 All Rights Reserved by Carolina Capellari Simon